Exportação de Nozes e Castanhas

Buscamos fornecedores brasileiros para exportação de nozes e castanhas

Data de início

Sábado, 8 de setembro de 2018

Prazo

Segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Exportação de nozes e castanhas do Brasil

No Brasil, a Castanha do Pará é produzida na região Norte do país. A Castanha de Caju, no Nordeste; a Castanha de Baru, no Centro-Oeste; a noz Pecã, no Sul e a noz Macadâmia, no Sudeste. Enquanto o Brasil ainda está em processo de desenvolvimento no cultivo dessa cultura, a China e os EUA experimentaram, entre 2016 e 2017, o maior crescimento da produção de nozes e castanhas em relação à média dos últimos dez anos. O aumento registrado foi de 96% e 41%, respectivamente, segundos dados do International Nut and Died Fruit Council (INC).

Segundo dados de agosto de 2018 do Centro de Comércio Internacional, considerando somente as exportações de Castanhas do Brasil sem casca para Reino Unido, Países Baixos e Alemanha, o potencial exportador inexplorado é de 88%, o que representa US$ 14 milhões.

As nozes e castanhas possuem gorduras que aumentam o colesterol bom, o HDL, são antioxidantes, têm selênio e vitamina E, são boas para a parte cardiovascular e para o sistema nervoso central. Podem ser incluídas no dia-a-dia, usadas entre lanches, à noite, antes de dormir, com frutas e laticínios, ou no preparo das refeições.

Preencha o formulário abaixo e exporte nozes e castanhas conosco:

Ajuda? Fale conosco: